quinta-feira, 21 de maio de 2009

Causos pré-lesão - foras

Quem nunca deu um fora na vida? Ou pelo menos presenciou um vacilo daqueles que a pessoa fica vermelha e parece até que diminui de tamanho? Eu, como todo extrovertido engraçadinho, já passei, presenciei e causei muitos foras, ou como falávamos na época, má notas. Lembrei de alguns e depois coloco outros que lembrar, aproveite e dê sua contribuição.
- O pintão
Pra quem não sabe, tenho uma pinta (ou mancha) de nascença atrás do joelho direito que já me rendeu boas risadas. E foi útil também, quando nasci, antes de ir pra maternidade meu pai notou a pinta e falou: esse ninguém troca, já tá marcado que é o meu! Na época aconteciam muitas trocas na maternidade. Pelo menos teoricamente sou filho do meu pai mesmo. Mas o fora foi muuuitos anos depois. Eu tinha 17 anos, estava começando um namoro e fui até a casa da namorada, que morava ao lado de três primas. Descemos pra rua, como é comum em cidade pequena, e sentamos na calçada, e de frente pra mim, na rua, sentou a prima mais nova dela, de 13 anos na época. Eu, que geralmente andava de bicicleta pra todo lado, estava com um short bem curto, e como todo adolescente largado, sentei com as pernas abertas. De repente, no meio do papo, a menina olha pra minha perna, arregala os olhos e aponta, gritando:
- Nossa, que pintão!
Na hora eu fechei as pernas e pus as mãos no short falando:
- Poxa, se tava aparecendo pelo buraco do short você podia ter sido mais discreta, né?
A coitada da menina ficou roxa, nem foi vermelha de vergonha não. E todo mundo caiu na risada e ela tentando explicar "não, é a pinta na perna, não é isso não". Mas já estava feita a confusão. todo mundo rindo dela e ela acabou rindo também, mas ainda tentava explicar "é a pinta, a pinta". Tadinha! Mas que foi engraçado foi. Depois disso fiz outras vezes, saia de short de propósito e ficava de frente pra quem eu não conhecia, só pra matar alguém de vergonha.
Em outras oportunidades, quando alguém falava que tinha um pé na África, eu dizia que tinha uma perna lá, e que a cada ano a pinta crescia mais, e em vinte anos eu ia ficar preto. Ou então eu falava que era primo da Angélica, e ainda tinha gente que acreditava!

- Leite de saco
Em Viçosa eu morava em um prédio cheio de repúblicas, no nosso andar eram quatro, e num certo ano mudaram uns calouros pro andar de baixo. Fomos todos dar as boas vindas e cobrar as devidas cervejas de integração, e de repente começamos a falar sobre tomar leite na infância. Eu comentei que em Ouro Branco, onde eu morava, passava uma carroça vendendo leite direto da fazenda, e minha mãe comprava quatro litros, dois pra mim e dois pro resto da casa (é verdade!). Falei como o leite dava nata grossa, e o quanto era saudável, e tudo. Eis que de repente um calouro, carioca da gema, todo malandrão solta a pérola:
- Nem sei como é isso, fui criado desde pequeno tomando leite de saco.
Fuzuê geral. Todo mundo rachando de rir e eu completo:
- É rapá, acho que seu pai que te amamentou heim!
O calouro não sabia onde enfiava a cara. Pior que tava cheio de mulher lá, todas rindo muito, e o cara, cada vez mais vermelho balbuciava "quis dizer leite de saquinho, de saquinho pô!" Não adiantou, e ainda deu sorte de não pegar o apelido de leite de saco.

- O bola magrelo
Essa eu li no orkut, na comunidade de micos, mas como é muito engraçada repito aqui. O cara mudou há pouco pra cidade e foi fazendo amizade com a galera. E foi conhecendo os apelidos: borréia, sovaco, marreco, essas coisas de adolescente. Eis que conhece o cara mais magro da turma, aquele tipo 'dublê de agulha':
- Esse é o bola.
- Ué, como assim, o cara é magro.
- É que ele faz natação, teve uma competição aqui na cidade uma vez, foi todo mundo pra ver e torcer, e o infeliz aqui chegou em primeiro na categoria dele. Todo feliz, ele sai da água e vai passando pela arquibancada. Todo mundo rindo muito, gritando, e ele acenando, agradecendo, mas eis que chega um amigo pro cara e fala:
- Ô seu animal, presta atenção, o povo tá rindo porque uma de suas bolas está pra fora da sunga.
Pronto, virou "o bola".
Por hoje é só pessoal, lembrando de mais posto aqui!

3 comentários:

  1. Então, você tem um pintão? HAHAHA não tem como não pensar besteira, lendo isso!!
    Esse tipo de gafe sempre resulta nuns causos maravilhosos!!
    Super beijo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Sam!!
    A do Bola foi a melhor!!!Dublê de Agulha...

    ResponderExcluir
  3. ahuahuahuahuahuahu! Muito bom, cara!

    ResponderExcluir